Votuporanga
+20...+33° C

Local

Sorteio para as casas do Boa Vista sai até fevereiro

Prefeito Junior Marão esteve na Rádio Cidade ontem e fez um balanço do ano; ele ressaltou que sua prioridade é habitação
publicado em 14/12/2013
Andressa Aoki
andressa@acidadevotuporanga.com.br

Como faz todo ano, o prefeito Junior Marão concedeu entrevista na Rádio Cidade ontem para fazer um balanço do ano de 2013. Na ocasião, Marão ressaltou que sua prioridade é a habitação e disse que o sorteio para as 330 casas do Residencial Boa Vista deve acontecer entre janeiro e fevereiro.
As inscrições para estas unidades foram feitas na semana passada.  Das 8.324 pessoas que foram agendadas, na etapa inicial, 4.844 comprovaram estar dentro dos critérios exigidos pelo programa “Minha Casa, Minha Vida”. “Existe expectativa da população com relação às próximas unidades”, disse. O Residencial está sendo construído próximo ao entroncamento das rodovias Euclides da Cunha e Péricles Belini. O chefe do Executivo frisou que a obra está em 60% concluída e ficará pronta em junho.

Déficit habitacional
Junior Marão ressaltou que o déficit habitacional de Votupo-ranga é de mais de seis mil famílias. “No ano passado, as inscrições para residências da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) chegaram a 6.600 aptas a participar do sorteio. Esta seleção abrange de 0 a 10 salários mínimos”, afirmou.

Aluguel caro
O prefeito disse ainda que o aluguel é caro na cidade e que com a entrega de moradias populares, a tendência é que este  valor diminua. “O morador contemplado com programa habitacional deixa sua casa de aluguel. Com mais gente em casa própria, há mais residências para locação e, consequentemente, o preço cai”, enfatizou.
Ele comparou os preços de glebas de áreas no município aos de outras cidades. “Tem preço de gleba de terra que é mais caro do que em São José do Rio Preto. Um terreno do “Minha Casa, Minha Vida”, o máximo que se paga é de R$22 mil, hoje em qualquer área da cidade não conseguimos comprar com menos de R$150 mil independente de tamanho ou localização”, ressaltou.
Com as casas da Boa Vista, serão 1.100 unidades entregues e a previsão é que em março, abril, comece a construção de mais 700 e até final do ano, mais 800. “Teremos 1.500 unidades para construir ano que vem”, enfatizou. O objetivo é encerrar os dois mandatos com mais de três mil residências”, finalizou.

0 Comentário(s) Escrever Comentário

NINGUÉM COMENTOU AINDA